Escoteiros do Brasil no Conselho Nacional de Juventude

Vocês sabiam que a UEB tem assento no Conselho Nacional de Juventude? Esta é uma importante participação, pois neste conselho são decididas as políticas nacionais que se referem a juventude, o que tem tudo a ver com o Movimento Escoteiro.

No dia 21 de março aconteceu a 9ª reunião extraodinária do Conselho Nacional de Juventude. Tomaram parte os companheiros Winder Garcia (GO), Marcelo Xaud (DF) e o representante no CONJUVE, Antonio Bander (RJ).

Para quem ainda não sabe muito sobre o CONJUVE, Winder (que é sem dúvida uma das figuras mais competentes e promissoras de nossa instituição) gravou dois vídeos que tentam explicar um pouco melhor:
Entrevista com o representante dos Escoteiros do Brasil no CONJUVE – Antonio Bander
Escoteiros entrevistam Gabriel Medina – Presidente do CONJUVE

A pauta da reunião foi a Rio+20, e segue um breve relato elaborado por Winder e Xaud:

Local: Auditório do Ministério dos Esportes (Esplanada dos Ministérios, Bloco A)

* As principais organizações que integram o CONJUVE está atualmente preocupada com dois assuntos: Trabalho (eixo temático “Juventude e Trabalho Decente”) e Drogas (eixo temático “Juventude e Drogas”). 

* O Estatuto da Juventude (ENJ) se encontra em tramitação no Congresso. Fomos informados que o projeto passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e que foi encaminhado à câmara temática, que delegou ao senador Paulo Paim a relatoria do projeto. Mas o processo está a passos lentos e teme-se que ele perca força se não for concluído antes do início do processo eleitoral deste ano.

*  Há discussão sobre como a faixa etária para o qual se definiria o termo juventude “sombrearia” a faixa definida pelo ECA para adolescentes. O CONANDA entende se o ENJ contemplar a faixa entre 15 e 17 anos,  poderia haver uma avalanche de medidas contra o próprio ECA, por exemplo o fortalecimento da corrente que define a redução da maioridade penal. 

Há diferenças de perspectiva e finalidade entre os dois estatutos – o ECA está voltado a proteção e o ENJ a autonomia e emancipação

* Começou-se então a tratar da pauta do dia, que seria a mobilização do CONJUVE para a participação na Conferência “Rio+20”. A presidência já estava sendo exercida pelo Gabriel Medina, que fez uma breve introdução (boa parte contida num artigo dele próprio –  http://www.juventude.gov.br/conjuve/comunicacao/artigos/2012/03/artigo-rio-20-e-a-juventude-no-forum-social-tematico-gabriel-medina) e passou a palavra à Ângela. Ela apresentou primeiramente os resultados da reunião do GT de Meio Ambiente e os cinco processos-chave definidos pelos participantes. Estes “processos-chave” são os eventos nos quais as organizações membros do CONJUVE concentrarão sua participação e apoio:

  1. Youth Blast
  2. Arena Social
  3. Armazém da Juventude
  4. Cúpula dos Povos
  5. Fórum Mundial da Juventude

Tudo isso vai contecer quase ao mesmo tempo no Rio, em meados de junho, paralelamente ou como eventos oficiais da Rio +20

O Bruno, que foi um dos representantes brasileiros na 12a. Reunião do Conselho do PNUMA em Nairobi apresentou o YouthBlast e destacou (muito) a importância deste pré-evento na construção do documento final da Rio+20.  O Pedro Teles (Vitae Civilis) apresentaria a YouthBlast também a tarde. 

O último ponto comentado pela manhã foi o “Programa de Voluntários na Rio+20”. Eles está sendo coordenado pelo Ministério das Relações Exteriores e prevê a inclusão de 1500 voluntários entre 04/06 e 01/07, em cargas horárias de 4h (em turno matutino, vespertino ou noturno), trabalhando em funções de apoio ao evento. Obs: Está prevista uma ajuda de custo de R$ 25,00 por dia de participação. Destas vagas, 1000 são destinadas a jovens de 16 a 29 anos moradores de comunidades de alta “vulnerabilidade” do RJ; 400 para jovens com nível superior de qualquer parte do Brasil; e, 100 são destinadas a estudantes do EM do RJ. Ainda haveria 70 vagas para monitores e 10 para supervisores. Neste ponto, salientou-se a importância de organizações do CONJUVE aderirem a estas vagas “chave”, devido à experiência que muitas tem em eventos da natureza da Rio+20.

Nesta parte entramos nós, temos expertise em eventos assim, como foi nossa Conferência Mundial. Este com certeza será uma de nossas fortalezas e uma excelente oportunidade de mostrarmos trabalho e efetividade. Procuramos a Angela e comentamos da Conferência Mundial escoteira do ano passado e nos colocamos à disposição para auxiliar. Fomos informados que o governo estava mesmo esperando a nossa manifestação e pediram para que ficássemos atentos ao edital de convocação.

Dia 12 acontecerá a eleição para os novos membros do CONJUVE. A lista de instituições habilitadas já foi disponibilizada. Novamente concorremos com a REJUMA pela vaga de meio ambiente.

Anúncios