Escotismo Amazônico contemplado com um segundo projeto

Amigos,

Foi com muita satisfação que o Escotismo Amazônico foi contemplado com o segundo projeto, baseado no primeiro, hoje financiado pelo Banco da Amazônia. Somente quem morou no Alto Solimões compreende as dificuldades e diferenças em todos os sentidos. Isso deixa claro que, ao mesmo tempo que temos que ter um projeto de escotismo nacional, temos que ter particularidades valorizadas, respeitadas e incentivadas. Assim, há muito tempo lutava para que os nossos escoteiros mais distantes fossem valorizados e incentivados, pelo imenso potencial.

Todo Escritório Nacional está de parabéns, mas não podemos deixar de valorizar o nosso antigo captador de recursos, Rafael Cardeal, com quem começamos a elaboração do projeto, hoje administrado por uma equipe bastante competente.

Associado ao projeto temos conseguido espaço na mídia, valorização do escotismo, aumento da auto-estima dos jovens locais e, logo, estaremos oferecendo por lá um Curso Básico, um grande avanço neste pedaço do Brasil onde os grupos todos eram irregulares e hoje fazem parte dos cerca de 1000 escoteiros espalhados pelo Amazonas.

O Projeto está sendo financiado pela Organização Mundial do Movimento Escoteiro, através do programa  “Mensageiros da Paz”. Parabéns e obrigado para todos que estão lutando por este projeto.
Lembro quando começamos esta bandeira na Assembleia Nacional de Aracruz – ES.
Quem diria que chegaríamos tão longe? E é apenas o começo. Que este modelo seja espalhado para outras regiões de dificuldade geográfica de nosso país.

Sempre Alerta!

Altamiro

Anúncios

Diretoria Regional do PARÁ tem novo integrante

A Diretoria Regional do PARÁ conta com mais um Diretor: o companheiro Antonio Alencar,que ocupou vários cargos de Direção  Regional, vai atuar na gestão de documentos do Escritório Regional.

Alencar é Técnico em Contabilidade, Técnico Judiciário Federal e Gestor de Recursos Humanos, esta no movimento escoteiro desde 1972

iniciou suas atividades no 7°GEMAR NAZARÉ.

FONTE: UEB/PARÁ


Região do Amazonas realiza treinamento de SIGUE

Visando melhorar a formação dos Escotistas da capital, a Região do Amazonas realizou em agosto o treinamento no Sistema de Informações e Gerenciamento de Unidades Escoteiras – SIGUE. O instrutor foi o Escotista Cleudson Oliveira, e os participantes gostaram bastante dos resultados alcançados. O evento foi realizado no Centro de Treinamentos do Grupo DigitalCenter.

P1090110

P1090114

P1090120


Áreas Geográficas e UEB

O Escotista Adonai Ponçadilha, representante da Área Norte, apresentou pleito para modificação das Áreas Geográficas da UEB, que incluem AC e RO no Centro-Oeste, e não no Norte.
A proposta foi encaminhada para o CAN para deliberação na próxima reunião, marcada para o final de agosto.
Presidente Ivan Nascimento;

Encaminho proposta para ser discutida no CAN, no mês de agosto/12:

Alteração no Art. 2º, da resolução 001/09, que trata sobre as Áreas Geográficas, no qual se propõe a devolução dos Estados AC e RO à Área Norte, pois observe que:
  1. de acordo com o IBGE, às mesmas pertencem a Região Norte;
  2. os aspectos naturais, sociais e econômicos são realtivas a Amazônia e diverge da cultura do Centro-Oeste
  3. Se unifica as questões culturais e escoteiramente pertinente à Região Norte.

Assim, fico no aguardo de inclusão na pauta da reunião e manifesto dos demais companheiros.

SAPS!

Adonai do S. Ponçadilha (DCIM)

Representante da Área Norte – UEB


Conselheiro Nacional acompanha escotismo no Acre

O Conselheiro Márcio comunicou ao CAN sua visita ao Acre, onde, aproveitando uma visita particular, aproveitou para fazer contato com escotistas locais afim de regularizar esta Região Escoteira. Uma das consequências desta visita já foram os primeiros registros desta Região em 2011.


Novo Representante do Norte no CAN

A Área Geográfica Norte, que estava sem representação no CAN escolheu seu novo representante, que será o Escotista Adonai Socorro.


2 novos grupos no Amazonas

A Região do Amazonas emitiu a autorização provisória para dois novos grupos escoteiros.

Um deles é o 16º Grupo Escoteiro Marechal Rondon, mais antigo do Alto Solimões, região amazônica onde hoje temos 7 grupos. Por diversos problemas o Rondon ficou sem se registrar por alguns anos, mas agora está de volta a ativa e querendo mostrar todo seu valor.

O outro grupo, realmente o caçulinha da Região é o 5º GE Trocanos, da cidade de Borba. O interessante é que anbos os grupos foram fundados pelo mesmo escotista, o Professor Francisco, entusiasta do Movimento Escoteiro.