Os Escoteiros e a Árvore da Vida

Meu grande amigo e conterrâneo Fernando Kobould envia esta mensagem que vale a pena partilhar com todos.

Prezados Irmãos Escoteiros,

Na manhã desta sexta-feira, 15 de junho de 2012, o Jornal Globo News veiculou uma matéria sobre a Cúpula dos Povos, espaço dedicado aos movimentos sociais na Conferência Rio+20 que será palco de debates, sessões plenárias e exposição de material produzido pelas organizações da sociedade civil brasileira e por representantes de todo o mundo.

Os Escoteiros do Brasil e do mundo estão participando da Rio+20 em várias frentes. Entre os dias 7 e 12 de junho, por exemplo, estiveram representando oficialmente o Movimento Escoteiro na Youth Blast, a Conferência de Jovens para a Rio+20, no Centro de Convenções Sul América.

Ontem à noite, duas pioneiras mexicanas prestigiaram a Sessão Solene em homenagem aos 95 anos do Escotismo em Niterói, aos 102 no Brasil e ao Dia Municipal do Escotismo, na Câmara de Vereadores da cidade. Elas estão participando de eventos paralelos integrados à Rio+20: ontem e hoje foram à Cúpula Mundial Green Jobs (empregos verdes), com reuniões agendadas no Planetário da Gávea.

A partir de hoje, na Cúpula dos Povos, os escoteiros organizam um stand de divulgação do Escotismo para explicar aos visitantes o que os escoteiros fazem em suas atividades e como contribuem para um mundo melhor.

Há 20 anos, na Rio-92, os escoteiros também tiveram uma participação importante. Veja a reportagem disponível no link abaixo. O trecho que explica as ações escoteiras naquela oportunidade está entre 3:20s e 5:00s.

Árvore da Vida é um dos símbolos da Rio-92
Jornal Globo News
15 de junho de 2012
http://globotv.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/v/arvore-da-vida-e-um-dos-simbolos-da-rio-92/1994538/

Em uma área privilegiada da cidade do Rio de Janeiro, as árvores do Aterro do Flamengo que recepcionam os participantes da Rio+20 fizeram o mesmo na Eco-92. Naquela ocasião, tiveram a companhia da Árvore da Vida, escultura feita de madeira, plástico, latas e papel. Durante a Eco-92, ela foi o porto seguro de inúmeras mensagens desejando um futuro mais sustentável. Os escoteiros foram os guardiões especiais da Árvore de Vida. Na época, os escoteiros catalogavam as mensagens e as prendiam nos tapumes ao redor do monumento. Os escoteiros reconhecem que nem todos os sonhos e desejos das mensagem se realizaram, mas avaliam que ainda assim valeu a pena pois serviu como um alerta uma vez que despertou nas pessoas o sentimento de um mundo melhor. Para eles, cada um ajuda um pouco na história da preservação do planeta e toda a população do país, de certa forma, participou daquela mobilização.

Sempre Alerta para Servir,

Fernando Lima Barros Chaves (Kobould)


Novidades da Rio + 20

Senhores Conselheiros,

Segue um relato muito interessante a respeito da nossa participação no Youth Blast – Evento preparatório da Rio+20.

Quem clicar no link abaixo, verá que o relato é de uma garota, Conselheira Estadual da Juventude de MG, que participou de uma oficina aplicada pelos nossos jovens.

A inclusão dessa oficina na programação foi previamente negociada com a organização do evento por meio de contatos iniciados no Game Camp (atividade que deu origem ao Kudu).

Registro mais uma vez um agradeciemento aos nossos jovens previamente selecionados e capacitados e às Equipes Internacional de Relações Institucionais pela nossa participação em alto nível.

http://rioplus20youth.tumblr.com/post/24851381954/transformando-um-pais-pobre-no-segundo-mais-rico-do

Mais abaixo, segue o link de uma participação do Áquila, nosso representante no Conjuve transmitido na sexta feira no Jornal da Noite, na RedeTV

http://www.redetv.com.br/Video.aspx?52,15,270855,jornalismo,redetv-news,jovens-participam-de-debates-na-rio–20

Rio+20

Text

June 10, 2012

Transformando um país pobre no segundo mais rico do mundo!

Durante as atividades auto-gestionadas do segundo dia brasileiro da Youth Blasta Organização Brasileira de Escoteiros promoveu o Jogo do Comércio Mundial. A proposta era fornecer aos participantes a oportunidade de entender na prática a dinâmica das relações internacionais. Os Escoteiros têm como princípio “a prática para o aprendizado”.

Durante a brincadeira, os jovens foram divididos em grupos que formavam “países”. Cada país deveria eleger um diplomata e um presidente entre seus integrantes. Os membros escoteiros faziam o papel do Banco Mundial e da ONU. A nação vencedora seria aquela que atingisse maior desenvolvimento econômico.

O jogo funcionava assim: O “Banco Mundial” expôs uma vitrine com formas geométricas de papel e os grupos deveriam produzir esses desenhosexatamente do mesmo jeito. Uma banca fiscalizadora avaliaria se a medida estava igual a proposta e, caso aprovado o banco compraria o produto do país. A cada 10 minutos o banco anunciava o fim da rodada e o dinheiro das nações investido em conta, rendiam 10%.

Contudo, assim como na vida real, os países começavam o jogo com recursos desiguais. Enquanto países como Estados Unidos e o Japão iniciaram a competição com régua, tesoura, caneta e papel, os mais pobres começaram apenas com algumas folhas. Os diplomatas tinham que realizar transações econômicas entre os países. Os governantes deveriam negociar com a ONU e o Banco Mundial.  O Banco poderia alterar o valor dos produtos a qualquer hora.

Fui sorteada para compor a população da nação Gâmbia e no meu grupo, fui eleita presidente. Nosso país começou um dos países mais pobres com recursos muito escassos. Tínhamos apenas papel e nenhum outro recurso para produzir os materiais demandados pelo Banco Mundial.

A diplomata do Gâmbia abordou os outros países para tentar efetuar a compra de recursos, entretanto o preço cobrado pelas nações ricas era absurdo e injusto. A ONU tentou oferecer suporte, mas a contrapartida pedida pela organização era abusiva. Recusamos a ajuda das Nações Unidas e decidimos não fechar nenhum negócio exterior. Decidimos optar desde o início pela não dependência e que produziríamos com nossos próprios recursos.

A economia criativa e o capital intelectual foram ferramentas fundamentais para o desenvolvimento econômico da Gâmbia. Não tínhamos régua, mas sabíamos a medida uma folha tamanho carta (21,5cmx27,9cm). Aliando essa informação a contas matemáticas conseguimos desenvolver nosso próprio instrumento de medida.

Cortamos o papel sem tesoura e com o dedo. E assim, fomos o único país a produzir utilizando apenas o “povo” e os recursos naturais. Aos poucos fomos ultrapassando potências econômicas como Estados Unidos e China. Terminamos o jogo em segundo lugar ficando atrás somente do Japão.

Alguns países tinham muitos recursos e mesmo assim não conseguiram se desenvolver, outros ficaram reféns de sua condição financeira, como a Etiópia por exemplo. E teve país que segurou seus recursos esperando a valorização, mas o jogo terminou antes do que eles previam.

Ao final da simulação, o escoteiro Diogo Laux reuniu todos os participantes para uma reflexão e análise sobre o jogo. Fizemos uma comparação com a vida real e sobre como é difícil o desafio de crescimento dos países pobre e emergentes.

Diogo ainda contou que o durante as rodadas, o Banco Mundial fornecia informações privilegiadas a alguns países ricos e instigou os competidores perguntando se eles achavam se essa era uma situação que só acontecia no jogo. A resposta foi unânime: NÃO. Depois conduziu os participantes a prestarem depoimentos sobre as próprias experiências durante a competição:

“Ser odiada pelo mundo inteiro não é fácil, mas eu tinha que defender os interesses do meu país. ”– Declarou a “presidente” dos Estados Unidos.

“Tentei fazer acordo com outros países pobres, mas foi tipo o Mercosul, não foi para frente”! – Contou a jovem “diplomata” Luísa.

Outra lição que podemos levar da dinâmica é sobre a educação como arma para o desenvolvimento econômico. O fato de a Gâmbia ter conseguido desenvolver através do conhecimento de seu povo, uma solução alternativa para a produção de seus materiais, retrata como a educação pode ser aliada na promoção de uma economia criativa em um país.

Os escoteiros conseguiram de maneira eficiente e divertida nos fazer aprender na prática a complexidade das relações internacionais. Diogo encerrou a dinâmica citando a frase de Edgard Gouveia Jr: “Assim como no jogo, assim como na vida. Assim como na vida, assim como na vida”.

Quer conhecer mais sobre o movimento escoteiro na Rio+20? Acesse:http://escoteirosnariomaisvinte.wordpress.com/

Acompanhe as atualizações dos próximos dias da Conferência em tempo real:www.twitter.com/_guilhermina


Escoteiros na Rio +20

Informe recebido da DEN. Interessante para divulgar.

Amigos,
Hoje foi primeiro dia da  “Youth Blast – Conferência de Jovens para a Rio+20”, um evento oficial do Grupo de Interesse de Crianças e Jovens da Comissão de Desenvolvimento Sustentável da ONU, em caráter prévio para a Rio+20.
Seguem abaixo as primeiras aparições na mídia envolvendo nossos jovens Christie, Diogo, Fernanda, Henrique, Thiago e Thaís que estão participando do evento. Aliás, quem quiser poderá acompanhar as atividades no blog http://escoteirosnariomaisvinte.wordpress.com/

http://tvbrasil.ebc.com.br/reporterrio/episodio/encontro-de-jovens-elabora-proposta-para-apresentar-na-rio20

http://cbn.globoradio.globo.com/grandescoberturas/rio20/2012/06/07/YOUTH-BLAST-E-A-CONFERENCIA-DE-SUSTENTABILIDADE-PARA-OS-JOVENS.htm

http://www.youtube.com/watch?v=fWFQ3_m9UKI&feature=youtu.be&hd=1

http://oglobo.globo.com/blogs/amanhanoglobo/posts/2012/06/07/movimento-escoteiro-tera-delegacao-jovem-na-rio-20-449380.asp

Toda a nossa participação no evento está sendo coordenada pelas  Equipes de Relações Institucionais e Internacional, coordenadas por Carla e Ricardo respectivamente, cujas tarefas envolveram a capacitação dos nossos representantes, material de representação, hospedagem de integrantes da delegação que virão do exterior, entre outras.


Fórum Escoteiro para Seniores e Guias – Rio +20

O amigo Winder envia esta importante colaboração que vale a pena ser lida e divulgada.
————————————————————————————–

Após a Conferência Livre Escoteira realizada pela Rede, a UEB recebeu algumas manifestações de sêniores requerendo o direito a participar do processo.

Olhem que interessante!

Com base nisso, na última reunião da DEN foi determinado que haveria também um Fórum Escoteiro para Sêniores e Guias – Rio+20, sendo a plataforma virtual o próprio site dos Escoteiros do Brasil www.escoteiros.org.br e que será realizado neste próximo domingo e segunda-feira, dias 3 e 4 de junho.

Nossa missão agora? DIVULGAR e permitir que o maior número possível de sêniores e guias tenham acesso a essa plataforma, que expressem suas ideias e façam valer sua voz. 

Segue abaixo o link da notícia:

FÓRUM ESCOTEIRO PARA SENIORES E GUIAS – RIO+20

http://www.escoteiros.org.br/noticias/noticia_detalhe.php?id=316

Sempre Alerta!
Winder Garcia
Núcleo Nacional de Jovens
Escoteiros do Brasil


ESCOTEIROS REALIZARÃO CONFERÊNCIA LIVRE SOBRE A RIO+20

Escoteiros realizarão Conferência Livre sobre a Rio+20

A pouco mais de um mês para a Rio+20, a mobilização jovem bem como de diversos segmentos da sociedade civil organizada começa a se fortalecer e milhares de vozes ecoarão no Rio de Janeiro, em Junho, no que pode se tornar o maior evento já realizado pela ONU.

Os Escoteiros do Brasil também querem participar desse processo e serem ouvidos. Para tanto, a iniciativa da Secretaria Nacional de Juventude do Governo Federal de realizar Conferências Livres foi encampada pelo representante dos Escoteiros do Brasil no CONJUVE – Conselho Nacional de Juventude, Áquila Paz da Rosa, juntamente com o Núcleo Nacional de Jovens.

Assim a Conferência Livre Escoteira acontecerá nos dias 25 e 26 de maio, através do Fórum localizado no site da Rede de Jovens http://rededejovens.org.br

Para se inteirar do que está acontecendo, leia o Texto Provocador abaixo, partipe da Conferência Livre e leve sua opinião para o palco onde as grandes discussões sobre sustentabilidade terão vez.


Resultado de Processo Seletivo para a Rio +20

Divulgo este importante documento enviado pelo amigo Felipe de Paulo, que organizou o processo seletivo de jovens para a Rio +2-.

Estimados companheiros,
É com grande satisfação que chega o momento de anunciarmos o resultado do Processo de seleção e preparação dos membros da Delegação da Organização Mundial do Movimento Escoteiro
a Conferência RIO+20.
Ao todo, foram 8 jovens inscritos de um total de 4 Regiões Escoteiras. Estima-se que este
processo tenha sido divulgado, diretamente, a cerca de cinco mil pessoas, entre jovens, escotistas
e dirigentes.
Este processo de seleção foi criado e proposto pelo Núcleo Nacional de Jovens, em conjunto com
a Comissão Nacional de Relações Internacionais, tendo sido aprovado pela Diretoria Executiva Nacional da União dos Escoteiros do Brasil, vale ressaltar que tal procedimento se baseia nos critérios, de publicidade, transparência e eficiência, sendo utilizado há anos pela CNRI em processos, pois garante a qualidade e o alta padrão, além de ser flexível as particularidades dos eventos em tela.
Fizeram parte do Comitê de Seleção 5 pessoas:
• Rafael Macedo
Vice-Presidente do Diretoria Executiva Nacional
• Marcelo Margraf
Membro do Conselho de Administração Nacional
• Alain Beiersdorf
Membro da Comissão Nacional de Relações Institucionais
• João Marcelo
Ex-Membro da Rede Nacional de Jovens
• Fabricio Gabriel
Membro da Comissão Nacional de Relações Internacionais

Todos os candidatos foram, ainda, entrevistados em inglês por Ricardo Stuber, Comissário Internacional .
Assim os membros escolhidos são:
• Christie Sototuka (SP)
• Diogo Laux (RS)
• Fernanda Del Massa (RJ)
• Henrique Messias (SP)
• Tiago Carvalho (SC)
A etapa de entrevista de inglês serve para garantir o mínimo de habilidade para participação no evento, sendo assim, após aplicada essa etapa para todos os candidatos, comunicamos que, caso seja necessário durante o processo de capacitação até o evento, os demais candidatos, farão parte da lista de suplência, na seguinte ordem:
1º Suplente:Thaís Lacerda (RJ)
2º Suplente: Nathalia Geronazzo (RJ)
3º Suplente: Glaucia Crispim (RJ)
A partir de agora os selecionados estão convocados para, em conjunto com as estruturas do nível
nacional e internacional, dar seguimento as fases seguintes: Preparação, Representação e Resultados.
Agradecemos a todos aqueles que apoiaram a divulgação deste processo, aos membros do comitê
e aos candidatos pelo excelente trabalho realizado, ficando à disposição para eventuais esclarecimentos,

Escoteiramente,
Felipe de Paulo
Comitê de Seleção Rio+20, Coordenador
Comissão Nacional de Relações Internacionais, Membro


Escoteiros na página oficial da Rio +20

http://www.uncsd2012.org/rio20/index.php?page=view&nr=1003&type=230&menu=39

Gente, muito legal! Nossa participação na Rio +20. Agora nossa responsabilidade é grande. Temos que mostrar ao mundo que no Brasil os ESCOTEIROS FAZEM ECO!!!