Lady Kate também é escoteira! Escoteiros ingleses dando exemplo para o mundo

Nosso Comissário Internacional Ricardo Stuber trás mais uma novidade: Lade Kate Middleton, Duquesa de Cambridge, esposa do Príncipe William, herdeiro do trono britânico, agora também faz parte dos Escotistas Britânicos. Ela irá trabalhar com os Castores (6 a 8 anos) e com os Lobinhos (8 a 10 anos), em um grupo próximo a sua moradia. Lady Kate escolheu o escotismo após se surpreender com o impacto que o escotismo oferece para os jovens e suas comunidades.

O companheiro Ricardo enviou vários links onde todos podem ver mais informações:
Vídeos produzidos pela The Scout Association: 
www.youtube.com/watch?v=CkmpbZSzjV0
www.youtube.com/watch?v=8NNniqN55Dg
Notícia no site da The Scout Association: http://www.scouts.org.uk/news/463
Notícias na imprensa britância:
http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/news/4039935/Kate-Middleton-joins-the-Scouts.html
http://www.guardian.co.uk/uk/2012/jan/05/duchess-cambridge-names-charities-support?newsfeed=true
http://www.telegraph.co.uk/news/uknews/theroyalfamily/8992650/Kate-Middleton-to-be-a-Scout-leader-as-well-as-patron-of-four-charities.html
http://www.telegraph.co.uk/news/uknews/kate-middleton/8994419/Duchess-of-Cambridge-will-raise-profile-with-patronage.html#ooid=dheWQ4Mzq24izBE1AEpZWzJ6UkmjMFmt
http://www.youtube.com/watch?v=xUxExKf-Mpk
Notícia na imprensa brasileira:
http://celebridades.uol.com.br/noticias/reuters/2012/01/05/kate-middleton-vira-escoteira.htm

Medindo a contribuição do Escotismo para as comunidades locais

O Comissário Internacional Ricardo Stuber envia esta interessante contribuição que com certeza provocará bastante reflexões. Vale até ser discutida em um Indaba. Como será que está a nossa repercussão junto a comunidade onde atuamos?

Medindo a contribuição do Escotismo para as comunidades locais

Os escoteiros de hoje não estão fazendo apenas a semana “bob-­‐a-­‐ job”1, eles estão medindo o impacto que têm em suas comunidades.

Scouts

Feedback do público indica que o escotismo é uma experiência positiva para os participantes e a comunidade.Fotografia: : Stefan Rousseau/PA Wire/Press Association Images

Quantos de vocês fizeram a promessa escoteira2? Mesmo que você não tenha feito, provavelmente você sabe que “ajudar ao próximo” é parte dela – e por todo o Reino Unido, 400.000 escoteiros e 100.000 adultos voluntários ainda fazem essa promessa.

Chamamos a atenção da mídia através do nosso anúncio que os escoteiros voltarão as ruas em maio do ano que vem como parte da atividade da Semana Escoteira Comunitária 3, é fácil esquecer que sólidos valores e a contribuição positiva para a sociedade sempre estiveram na base do nosso movimento.

Onde uma vez você viu escoteiros engraxando sapatos e cortando a grama do jardim, em 2012, você provavelmente irá encontrá-los plantando árvores, reciclando e ajudando as pessoas mais velhas a usar a internet. Como um movimento, o escotismo não tem medo de mudança e, enquanto os nossos valores permanecem constantes, o que fazemos deve evoluir para atender as necessidades da sociedade de hoje.

Mas exatamente quanto o escotismo contribui? Nesta época de metas, precisamos ser tão inteligente e responsável como qualquer outra organização. Não é o suficiente, na verdade é confuso, falarmos somente em ajudar velhinhas a atravessarem ruas. Pais, voluntários e colaboradores têm escolhas difíceis a fazer sobre onde eles colocam seus filhos, tempo e dinheiro. Eles precisam de evidências empíricas para ajudá-­‐los a tomar suas decisões.

É por isso que nós pedimos a uma empresa independente de pesquisa para medir o impacto4 -­‐ e nós realmente não sabíamos qual seria o resultado. Eles falaram com mais de 2.500 pessoas (voluntários, escoteiros, ex-escoteiros e não-escoteiros). Enquanto andávamos nervosos para cima e para baixo em nossas atividades, sabíamos que bons resultados eram vitais para que o escotismo permanecesse relevante nos dias atuais.

Felizmente, os nossos números, quando surgiram, reforçaram o que nós sabíamos lá no fundo – o nosso instinto que o escotismo faz a vida ser melhor para jovens, adultos e suas comunidades. Cerca de 88% dos nossos jovens afirmam que o escotismo ajudou no desenvolvimento de habilidades e 97% disseram que o movimento ajudou a fazer novas amizades e a construir relacionamentos com outras pessoas.

Todos os dias propiciamos aventura para meninas e meninos – ajudando-os a velejar, escalar, e acampar pela primeira vez (assim como andar de skate, dançar, cantar, cozinhar – a lista é longa). Isso significa que eles se divertem em um ambiente seguro, mas algo acontece também. Eles crescem na confiança, desenvolvem habilidades de liderança e começam a ter um maior interesse em assuntos locais, nacionais e internacionais.

Os resultados foram ainda mais surpreendentes quando tratamos dos adultos. Mais de 90% dos voluntários disseram que o movimento ajudou no desenvolvimento de habilidades pessoais e vocacionais. A evidência dos empregadores corrobora com esta afirmação também. Organizações afirmam que os funcionários que estiveram envolvidos no escotismo estão acima da média.

Mais relevante para o anúncio desta semana no entanto, é a evidência do nosso impacto sobre a comunidade. A pesquisa mostra que uma proporção substancialmente maior de escoteiros participam em atividades de voluntariado do que aqueles que não estejam envolvidos com escotismo – e o efeito é duradouro: 36% dos ex-membros se voluntariam regularmente (pelo menos duas horas por semana) contra apenas 26% da população em geral. Para muitos, o que começou como uma semana onde se aspirava tapetes e cortavam se gramados se transformou em um hábito ao longo da vida de dar algo de volta para suas comunidades.

“Ajudar na comunidade faz-­‐me sentir que estou realizando algo maior”, Amy, de 14 anos, sênior, disse-­‐me recentemente. “Fizemos um pernoite fora para levantar o dinheiro no Dia Mundial dos Desabrigados5. Conheci pessoas desabrigadas e vi por mim mesmo os problemas que enfrentam.”

Então da próxima vez que você ver um escoteiro na rua, veja através do lenço e do arganel – Você está olhando para um cidadão do futuro e um dos líderes do amanhã. Melhor ainda, ofereça um pouco de tempo. Não só você vai se sentir bem, mas há chances do voluntariado fazer você mais cobiçado pelo mercado e até mesmo melhorar sua vida social; nós prometemos.

Wayne Bulpitt é o comissário chefe 6 da The Scout Association7, associação escoteira inglesa.
___________________________________XXX_________________________________________XXX____________

Notas da Tradução

1Bob-­‐a-­‐Job week, semana do bob-­‐a-­‐job é quando os escoteiros passeavam ao redor das vilas fazendo pequenos serviços por um bob (gíria antiga para a moeda de um xelim). – Semana bob-­‐a-­‐job, senhor, existe algo que posso fazer por você?

2 Link na matéria original, idioma em inglês, trata sobre como é a lei e promessa escoteira na Associação Inglesa: http://scouts.org.uk/supportresources/2943/scout-­‐promise-­‐law-­‐and-­‐ motto?cat=7,132

3 Atividade tradicional na Associação Inglesa, onde durante uma semana em parceria com a B&Q, escoteiros se envolvem em projetos comunitários, link na matéria original, idioma em inglês: http://www.scouts.org.uk/community/cms.php?pageid=3238

4 Relatório da pesquisa sobre impacto no escotismo, link na matéria original, idioma em inglês, http://www.scouts.org.uk/supportresources/3844/a-­‐report-­‐on-­‐the-­‐impact-­‐of-­‐ scouting?cat=562,592&moduleID=10

5 Atividade mundial com foco na conscientização da problemática dos desabrigados, link na matéria original, idioma em inglês: http://www.worldhomelessday.org/

6 Posição de maior responsabilidade dentro da Organização Escoteira Nacional do Reino Unido, sendo o chefe do serviço profissional, em inglês CEO – Chief Executive Officer – diretor-­‐executivo ou diretor-­‐geral, em português

7 Site Oficial da Associação Escoteira, link na matéria original, idioma em inglês: http://scouts.org.uk/

Referência

Artigo originalmente publicado em inglês, no periódico “The Guardian” no dia 24 de Outubro de 2011, acesso no link: http://www.guardian.co.uk/voluntary-­‐sector-­‐network/community-­‐action-­‐ blog/2011/oct/24/what-­‐scouting-­‐delivers?fb=native&CMP=FBCNETTXT9038

Traduzido por Felipe de Paulo e revisado por Lia Kaori, Comissão Nacional de Relações Internacionais dos Escoteiros do Brasil